Internacional

Publicidade

Internacional

Menina no Bangladesh pode ser a primeira com síndrome de “homem-árvore”

Sahana Khatun, de 10 anos, pode ser a primeira menina a ter o síndrome de "homem-árvore". A menina está a receber tratamento no hospital de Daca, onde outro portador da doença já tinha sido operado.
©
Sahana Khatun, de 10 anos, pode ser a primeira menina a ter o síndrome de “homem-árvore”, doença rara que era apenas conhecida em três outras pessoas do sexo masculino em todo o mundo. A menina está a receber tratamento no Hospital Universitário de Daca, onde outro “homem-árvore” já tinha sido operado, numa cirurgia inovadora, conta o The Guardian.

Esta deformação genética dá-se pelo nome científico de epidermodisplasia verruciforme mas é mais conhecida por doença do “homem-árvore”. Bajandar tinha sido o único caso identificado no Bangladesh, porém, Sahana Khatun será a segunda portadora da doença no país e a primeira do sexo feminino.

A jovem tem no seu rosto – queixo, orelhas, nariz – crescimentos semelhantes aos que o primeiro “homem-árvore”, no Bangladesh, apresentava e poderá ser a primeira jovem do sexo feminino a ser afetada por este síndrome, afirmaram os médicos que estão a acompanhar o caso. Ainda que a jovem esteja a ser submetida aos exames necessários para determinar se, efetivamente, esta é a doença, os médicos avançam que é o mais provável.

Últimas Notícias

Ver Arquivo