Internacional

Publicidade

Internacional

Meio-irmão do líder da Coreia do Norte assassinado na Malásia

Kim Jon-nam, meio-irmão do ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un, foi assassinado, esta segunda-feira, num aeroporto da Malásia. A informação já foi confirmada pela polícia da Malásia. A agência de notícias da Coreia do Sul explica que Kim Jong-nam foi vitima de envenenamento: terá sido atacado por duas mulheres, que o atingiram com agulhas envenenadas.
©
Ao que tudo indica que as duas mulheres são espias a trabalhar para os serviços secretos da Coreia do Norte e já estão a ser procuradas pelas autoridades da Malásia.

Durante vários anos foi apontado como o natural sucessor do pai, Kim Jong-il. Mas depois de ter tentado entrar no Japão, com um passaporte falso, perdeu credibilidade na Coreia do Norte.

Foi exilado pelo pai, viveu entre Macau e Pequim, na China, até à morte do antigo ditador, em 2011.
Nos últimos anos esteve escondido mas foi fazendo algumas declarações críticas ao regime do atual líder do norte-coreano.